Veja 5 dicas para evitar ataques cibernéticos em pequenas empresas

ataques cibernéticos
4 minutos para ler
Powered by Rock Convert

Por mais assustadores que pareçam, os ataques cibernéticos contra corporações podem ser evitados. Deve envolver organização e planejamento, com um foco maior na área de tecnologia, mas não é uma tarefa impossível.

A partir de uma estratégia que prioriza isso e investe no TI, as companhias conseguem garantir otimização de processos, com mais produtividade e menos custos. Para saber mais sobre como proteger a sua organização com medidas simples e práticas, siga lendo este artigo!

Qual a importância de focar na segurança?

A resposta para essa pergunta é quase intuitiva. Brechas de segurança são prejudiciais, pois requerem que as atividades sejam interrompidas e que haja um esforço de todos os setores para resolver os problemas. Ademais, para recuperar as operações, a organização terá de investir ainda mais dinheiro e pode perder vários dias de trabalho. Sem contar que consumidores tendem a confiar mais em companhias que deixam claro o cuidado e a sistematização da segurança. Se eles confiam, permanecem por mais tempo e ainda recomendam a corporação para outras pessoas. Isso é valioso!

Em resumo, focar na prevenção de riscos é fundamental para manutenção da saúde do negócio e para a continuidade de forma financeiramente sustentável. Para garantir isso, é importante investir no setor de tecnologia e contar com profissionais especializados. Com uma visão ampla do TI, a gestão consegue contornar esses problemas citados.

Quais as dicas para evitar ataques cibernéticos?

Veremos a seguir algumas dicas de proteção que valem para negócios de todos os tamanhos.

1. Use senhas fortes

As senhas são uma estratégia para proteger acessos confidenciais a arquivos e dados relevantes. Por isso, devem ser encarados com extrema importância. Uma dica é criar códigos fortes, pouco óbvios e difíceis de adivinhar. Além disso, é interessante alterá-las periodicamente e utilizar diferentes padrões para contas distintas. Assim, é possível proteger melhor as informações da companhia.

2. Utilize autenticação em duas etapas

Essa é uma abordagem efetiva para reforçar a camada da segurança. Um dispositivo controlador pode ser definido, e sempre que novas requisições de login forem feitas, uma mensagem será enviada para o mediador para que ele permita o acesso. Isso é interessante para que a gestão garanta um acompanhamento/monitoramento de arquivos e documentos relevantes.

3. Realize backups

As cópias de segurança (backups) ajudam a organização na geração de mais confiabilidade acerca de seus dados. Quando eles são copiados para diferentes locais, é possível assegurar que eles estejam disponíveis e íntegros o tempo todo, mesmo se algum incidente ou desastre vier a acontecer. Se uma fonte for comprometida, as outras estarão seguras, com versões saudáveis dos arquivos. Assim, os times internos não precisam interromper suas atividades.

4. Instale antivírus

Um software de segurança não pode faltar. Afinal, ele consegue automatizar o monitoramento da rede, sugerir algumas medidas protetivas importantes e executar varreduras periódicas para verificar se existe algum motivo para preocupação. Esse sistema funciona como um bom componente passivo, mas também toma atitudes de forma autônoma para garantir mais confiabilidade. É preciso adquirir uma aplicação adequada ao contexto da sua companhia, que seja realmente eficiente.

5. Crie uma política de segurança

Para complementar as ações supracitadas, a gestão deve implementar uma política de segurança, com definição de regras e princípios para os colaboradores. Isso vai de prescrições de acesso, e de como se comportar online dentro das instalações, as estratégias de combate a possíveis ataques. Nessa fase, entra o planejamento e gerenciamento de riscos, com acordos importantes como controles de arquivos de acordo com a hierarquia dos membros.

Também são escolhidas as tecnologias de proteção e monitoramento. Assim, a liderança configura algumas ações de prevenção e contingência. O objetivo é alinhar os times internos ao propósito de reforçar a proteção.

A segurança da informação é fundamental para os negócios, pois garante proteção dos dados e a base para a continuidade. Isso gera vantagem competitiva e mais organização interna, bem como mais produtividade e otimização de processos. Para negócios de pequenos e médio porte, esse investimento é crucial para estimular o crescimento.

Gostou de aprender sobre ataques cibernéticos e como preveni-los? Deixe nos comentários sua opinião e experiência sobre o assunto!

Você também pode gostar

Um comentário em “Veja 5 dicas para evitar ataques cibernéticos em pequenas empresas

Deixe uma resposta

-